top of page

Minas Gerais em Quatro cores

Atualizado: 14 de nov. de 2022

Como descrever este Estado gigante usando quatro dos nossos sabores de geleias?


Talvez eu nunca tenha te contado, mas durante 11 anos, morei na Serra Gaúcha, numa pequena cidade chamada Vacaria, bem no topo da Serra. Foi lá que comecei minha vida profissional, que casei pela primeira vez, que aprendi sobre o setor da Fruticultura e acompanhei de perto uma série de transformações no campo. Foi também em Vacaria que aprendi como funciona a produção de morangos e que produzi, juntamente com meu então marido, os primeiros potes de geleia para vender em bazares beneficentes do Rotary, do qual fazíamos parte. Fazíamos de morango e de frutas vermelhas, com frutas produzidas no nosso sítio.


Só que um belo dia, tudo mudou: meu estado civil, minha ocupação principal, meu endereço... e cá estava eu morando na capital mineira. Não sabia ao certo o que iria encontrar, mas acho que gostei: vim por um contrato de três anos e já estou morando aqui há quase 15. Embora eu tenha passado os 10 primeiros anos da minha vida mineira viajando a trabalho pra fora do Estado, os últimos cinco me oportunizaram conhecer o interior de Minas - de Montes Claros ao Triângulo, passando por vários lugarejos que só Minas tem. Então, dá para dizer que deu para conhecer 'um pouco' sobre este Estado tão grande e tão plural.


Contei tudo isso para você entender o quanto significou receber um convite da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais para enviar nossos produtos para o Festival Internacional de Turismo, que aconteceu na Serra Gaúcha semana passada. Foi como juntar as duas pontas da mesma história. Eu bem que gostaria de ter ido, mas somente os gatinhos foram.


O tema do stand organizado pela Secretaria de Cultura foi "A Liberdade Mora em Minas" e a ideia era mandar produtos que tivessem identidade com nosso Estado. Depois de revisar a lista dos nossos quase 40 sabores de geleias, chegamos a 8 que contam um pouco sobre a história, a biodiversidade e a riqueza do campo de Minas Gerais. E, das 8, selecionamos 4 para compor o nosso "Kit 4 Cores de Minas":

  • Pimenta Dedo de Moça. O Brasil possui uma imensa variedade de pimentas. Algumas ardem mais, outras ardem menos. E a Dedo-de-moça é uma que não arde nem demais a ponto de deixar a comida muito picante e nem de menos a ponto de passar despercebida. Ela é a variedade mais encontrada nos sacolões e usada como a pimenta do dia-a-dia.

  • Jabuticaba. Embora haja jabuticaba em outros estados do Brasil, é em Minas Gerais que este pequeno fruto nativo do Brasil tem maior destaque. Na cidade de Sabará, região metropolitana de BH, uma das atrações turísticas é o aluguel de jabuticabeira. Sim, isso mesmo! Você paga uma taxa e pode comer tudo o que quiser diretamente do pé, do jeito que fazia quando era criança. Uma verdadeira viagem no tempo! Sabará realiza também todos os anos o Festival da Jabuticaba, para promover a inclusão deste ingrediente na gastronomia.

  • Pimenta Biquinho. Uma pimenta que é um verdadeiro cordeiro com pele de lobo. Ela é vermelha brilhante, cheia de sementes... mas não arde nada. E basta uma visita a restaurantes de comida mineira que ela está lá enfeitando pratos quentes e saladas. Sem falar nas conservas no Mercado Central onde turistas do mundo todo podem experimentar e levar pra casa.

  • Laranja com Cachaça. Minas é um dos maiores produtores de citros no Brasil, destacando-se pelas frutas de mesa, por isso, a presença da Laranja nesta seleção. E a Cachaça, nossa bebida nacional, encontra por aqui sua expressão máxima, com excelentes alambiques distribuídos Estado afora. Minas tem uma identificação tão forte com a cachaça que é sede há décadas de um evento anual sobre essa bebida, a Expocachaça.



Agora, conta pra mim o que você acha: valeu a pena ter saído lá da Serra Gaúcha para vir para BH e criar estes sabores todos? O que achou da escolha? Reflete bem o estado de Minas Gerais? Que sabores você escolheria?




Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page